HEIF e HEIC

Com a introdução do iOS 11, a Apple adotou um novo formato de imagem padrão chamado HEIF e HEIC. Este formato substituiu assim o formato de arquivo chamado JPEG pelo HEIF e o correspondente HEIC (High Efficiency Image Container).

Porque é que o HEIF é tão importante? Este formato armazena imagens em melhor qualidade, ocupando muito menos espaço de armazenamento.

Desenvolvido em 1992, o formato JPEG foi um grande sucesso, mas foi construído numa época em que os computadores não eram tão capazes quanto hoje.

O HEIF é baseado na tecnologia avançada de compressão de vídeo desenvolvida pelo Motion Picture Experts Group, HVEC (também conhecido como H.265). É por isso que é capaz de transportar tanta informação.

Como o HEIF se aplica a ti?

É aqui que o HEIF se aplica ao mundo real: a câmara do iPhone 7 pode capturar informações de cor de 10 bits, mas o formato JPEG só pode capturar cores em 8 bits. Isso significa basicamente que o formato HEIF suporta transparência e pode manipular imagens em 16 bits. Para ter uma ideia, a imagem HEIF é cerca de 50% menor que a mesma imagem salva no formato JPEG. Essa imagem comprimida significa que deve ser capaz de armazenar o dobro de imagens no seu iPhone ou outro dispositivo iOS.

Outra grande vantagem é que o HEIF pode transportar muitos tipos diferentes de informação.

Embora o JPEG possa transportar os dados que compõem uma única imagem, o HEIF pode transportar imagens únicas e sequências deles – ele age como um “containter”. Assim, pode armazenar várias imagens e também pode colocar informações de áudio, profundidade de campo, miniaturas de imagens e outras informações.

Como é que a Apple pode usar o HEIF?

O uso do HEIC como um “container” para imagens, vídeos e informações relacionadas à imagem significa que a Apple pode pensar em fazer muito mais com suas câmaras e imagens no iOS.

O Modo Retrato da Apple no iPhone 7 é um bom exemplo de como a empresa pode trabalhar com este formato. O Modo Retrato captura várias versões de uma imagem e une-as para criar retratos muito melhores com uma qualidade muito superior à do JPEG.

A capacidade de transportar informações de profundidade de campo dentro do “container” de imagens HEIC pode permitir que a Apple use o formato compactado como parte da tecnologia de realidade aumentada em que está a trabalhar.

“A linha entre fotos e vídeos é turva, e muito do que capturamos é uma combinação de ambos os ativos”, disse Sebastien Marineau-Mes, da Apple Software, na WWDC.

Como funcionam o HEIF e HEIC?

Os utilizadores do Mac e iOS que instalem o iOS 11 e o MacOS High Sierra serão movidos automaticamente para o novo formato de imagem, mas somente as imagens capturadas após a atualização serão mantidas nesse novo formato. Todas as suas imagens antigas serão armazenadas no formato de imagem existente.

Quando se trata de partilhar imagens, os dispositivos da Apple simplesmente convertem imagens HEIF em JPEGs, tudo sem que o utilizador note a conversão.

Isso ocorre porque a Apple forneceu o padrão de vídeo HVEC dentro do hardware do iPhone e iPad desde a introdução desses produtos. Os iPads, o iPhone 8 e o iPhone X podem codificar e decodificar imagens no formato de vídeo quase instantaneamente. O mesmo se aplica ao lidar com ficheiros em HEIC.

Isso significa que, quando envia uma imagem por e-mail, envia-a com um iMessage ou apenas trabalha numaaplicação que não possui suporte a HEIF, o seu dispositivo converterá em tempo real para um JPEG e o moverá para o HEIC.

À medida que os utilizadores do iOS e do macOS migram para o novo formato, verá mais e mais imagens carregar a extensão de nome de arquivo .heif, o que significa que são salvas nesse formato.

Junta-te à nossa comunidade no Facebook Apple Fans Portugal. Aqui pode tirar dúvidas e ficar a par de todas as novidades e notícias do mundo Apple.

Acompanha-nos também nas redes sociais FacebookInstagram e no nosso Youtube.